Não sei dizer o que há em ti que fecha e abre Só uma parte de mim compreende que a voz dos teus olhos É mais profunda que todas as rosasNinguém, nem mesmo a chuva, tem mãos tão grandes


não-sei-dizer-o-há-em-ti-fecha-e-abre-só-uma-parte-de-mim-compreende-a-voz-teus-olhos-É-profunda-todas-as-rosasninguém-nem-mesmo-a-chuva
zeca baleironãoseidizerhemtifechaabreumapartedemimcompreendevozteusolhosprofundatodasasrosasninguémnemmesmochuvatemmãostãograndesnão seisei dizerdizer ohá emem titi queque fechafecha ee abreabre sósó umauma parteparte dede mimmim compreendecompreende quevoz dosdos teusteus olhosolhos Émais profundaprofunda queque todastodas asas rosasninguémnem mesmotem mãosmãos tãotão grandesnão sei dizersei dizer odizer o queque há emhá em tiem ti queti que fechaque fecha efecha e abree abre sóabre só umasó uma parteuma parte departe de mimde mim compreendemim compreende queque a voza voz dosvoz dos teusdos teus olhosteus olhos Éolhos É maisÉ mais profundamais profunda queprofunda que todasque todas astodas as rosasninguémmesmo a chuvatem mãos tãomãos tão grandes

Eu não sei o que é sobre você que fecha e abre; só uma parte de mim compreende que a voz dos teus olhos é mais profunda que todas as rosas.Terminei uma obra mais duradoura do que o bronze e mais alta do que as pirâmides reais, que nem a chuva corrosiva nem o vento impetuoso poderão destruir, nem a inumerável série dos anos e o passar veloz do tempo. Não morrerei completamente, e grande parte de mim escapará ao túmulo.Terminei uma obra mais duradoura do que o bronze / e mais alta do que as pirâmides reais, / que nem a chuva corrosiva nem o vento impetuoso / poderão destruir, nem a inumerável / série dos anos e o passar veloz do tempo. / Não morrerei completamente, e grande parte de mim / escapará ao túmulo.Amo-te sem saber como, nem quando, nem onde, amo-te directamente sem problemas nem orgulho: amo-te assim porque não sei amar de outra maneira, a não ser deste modo em que nem eu sou nem tu és, tão perto que a tua mão no meu peito é minha, tão perto que os teus olhos se fecham com meu sono.Abra seu coração à simpatia, mas fechá-lo contra o desânimo. A flor que se abre para receber o orvalho fecha contra a chuva.E às vezes eu não sei se há alguma coisa mais reconfortante do que ouvir a voz de alguém dizer que eu sei eu sei eu sei