Não é a violência que restaura, mas a violência que arruína que é preciso condenar.


não-é-a-violência-restaura-mas-a-violência-arruína-é-preciso-condenar
nicolau maquiavelnãoviolênciarestauramasarruínaprecisocondenarnão éviolência queque restauraviolência queque arruínaarruína queé precisopreciso condenaré a violênciaa violência queviolência que restauramas a violênciaa violência queviolência que arruínaque arruína quearruína que éque é precisoé preciso condenarnão é a violênciaé a violência quea violência que restauramas a violência quea violência que arruínaviolência que arruína queque arruína que éarruína que é precisoque é preciso condenarnão é a violência queé a violência que restauramas a violência que arruínaa violência que arruína queviolência que arruína que éque arruína que é precisoarruína que é preciso condenar

Violência! Violência! Quem não é capaz de se opor à violência? O que chamamos de violência não é nada; a sedução é a verdadeira violência.A violência que fala é já uma violência que procura ter razão; é uma violência que se coloca na órbita da razão e que começa já a negar-se como violência.A violência nas mãos do povo não é violência mas justiça.Violência voltando para a violência multiplica a violência, acrescentando escuridão mais profunda para uma noite já sem estrelasA violência faz-se passar sempre por uma contra-violência, quer dizer, por uma resposta à violência alheia.Quando não se possa escolher senão entre a cobardia e a violência, aconselharei a violência.